A lei penal não retroagirá, salvo para beneficiar o réu

A Constituição da República Federativa Brasileira, em seu Artigo 5º, assim estabelece:

“XL – a lei penal não retroagirá, salvo para beneficiar o réu;” 

Assim, observando o texto constitucional, percebe-se em seu teor que se for criada uma nova lei que não considere a conduta cometida anteriormente como crime ou que estabeleça a conduta anteriormente praticada uma pena mais branda que a pena imposta pela lei anterior, deverá a lei nova ser utilizada em benefício do réu. 

Essa lei nova que beneficia do réu é o que a doutrina chama de lex mitior.

Porém, se for criada uma nova lei que considere como crime a conduta que antes não era assim prevista ou que estabeleça a conduta já considerada como crime uma pena mais severa que a pena anteriormente imposta, esta lei não poderá ser utilizada, porque ela prejudicaria o réu. 

Essa lei nova que prejudicaria o réu é o que a doutrina chama de lex gravior.

Anúncios