Castelo de São Jorge

Localizado na freguesia de Santa Maria Maior, no Centro Histórico de Lisboa, na cidade de Lisboa, em Portugal.

O Paço da Alcáçova também é chamado de Castelo de São Jorge ou Paço de São Jorge, devido a devoção ao santo guerreiro, padroeiro dos cavaleiros e das cruzadas. 

O castelo foi construído pelos muçulmanos em meados do século XI. Ele servia como o último reduto de defesa para as elites que viviam na cidadela: o alcaide mouro, cujo palácio ficava nas proximidades, e as elites da administração da cidade, cujas casas são ainda hoje visíveis no Sítio Arqueológico.

Após a conquista de Lisboa, em 1147, por D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal,  Castelo de São Jorge conheceu o seu período áureo, enquanto espaço cortesão, até ao início do século XVI.

Os antigos edifícios de época islâmica foram adaptados e ampliados para acolher o Rei, a Corte, o Bispo e instalar o arquivo real numa das torres do castelo.

Transformado em paço real pelos reis de Portugal no século XIII, o Castelo de São Jorge foi o local escolhido para se receberem personagens ilustres nacionais e estrangeiras, para se realizarem festas e aclamarem-se Reis até o século XVI.

Com a integração de Portugal na Coroa de Espanha, em 1580, o Castelo de São Jorge adquire um caráter militar, que se manterá até ao início do século XX.

Assim, os espaços foram reconvertidos, enquanto outros espaços novos surgiram.

O castelo foi erguido em posição dominante, sobre a mais alta colina, com o intuito de ter uma visão privilegiada do território e atualmente proporcionando aos visitantes uma bela vista sobre a cidade e o estuário do rio Tejo.

Castelo de São Jorge é um Monumento Nacional de Portugal.

 Apesar das obras de reconstrução, o castelo está em estado de ruína, podendo ser visto o  “caráter medieval” deste conjunto militar.

Anúncios

Autor: machadoprik

Dizem que o nosso destino não está dentro de nós, que não escolhemos nossa sina. Mas a verdade é que nós temos que ser valente o bastante para escolhê-lo.