Onde é possível ver a Aurora Austral?

A aurora polar, também é conhecida como aurora boreal e aurora austral – isto de acordo com o lugar em que o fenômeno natural é visto.

A aurora polar é um fenômeno óptico proveniente do impacto de partículas de vento solar com a atmosfera da Terra, que são canalizadas pelo campo magnético terrestre, com o contato com os gases as partículas adquirem as cores verde (oxigênio), azul (hidrogênio) e vermelho (nitrogênio), gerando brilho e coloração diferentes,  que podem ser observados nos céus das regiões polares durante a noite.

A diferença de nomes se dá em função de onde ela é observada. Quando o fenômeno ocorre em latitudes do hemisfério norte é chamada de aurora boreal, porque a ocorrência neste hemisfério foi batizada por Galileu Galilei; quando ocorre em latitudes do hemisfério sul é chamada de aurora austral, pois assim foi batizado por James Cook a ocorrência do fenômeno neste hemisfério.

O ideal para visualizar esse fenômeno natural são nas noites claras, nas quais o céu está limpo e sem nuvens.

A época em que há maiores possibilidades de encontrar a aurora austral no hemisfério sul é entre o final de junho e o início de setembro, que correspondem ao inverno nesta parte da Terra.

No hemisfério sul, o fenômeno ocorre entre os continentes América e Antártida, e também na própria Antártida, por isso mais difícil de observar.

É possível observar a aurora austral em Ushuaia, conhecida como a terra do fogo, também chamada de “fim do mundo”, Ushuaia localiza-se na Argentina. Lá, durante o inverno há possibilidade de observar a aurora austral.

Anúncios