Recurso adesivo

O recurso adesivo recebe este nome porque acompanha o recurso principal, ficando a ele subordinado.

Exemplificando, em palavras mais simples, a parte que a princípio não iria recorrer, após o recurso da parte contrária ser interposto pode interpor um recurso adesivo ao da parte contrária.

O recurso adesivo é cabível somente quando o recurso principal for apelação, recurso extraordinário ou recurso especial. E pode ser interposto dentro do prazo de resposta do recurso principal, ou seja, o prazo do recurso adesivo será contado a partir da intimação para responder ao recurso principal.

Caso o recurso principal seja inadmissível, o recurso adesivo não será conhecido.

“Art. 997, § 2o O recurso adesivo fica subordinado ao recurso independente, sendo-lhe aplicáveis as mesmas regras deste quanto aos requisitos de admissibilidade e julgamento no tribunal, salvo disposição legal diversa, observado, ainda, o seguinte:
I – será dirigido ao órgão perante o qual o recurso independente fora interposto, no prazo de que a parte dispõe para responder;
II – será admissível na apelação, no recurso extraordinário e no recurso especial;
III – não será conhecido, se houver desistência do recurso principal ou se for ele considerado inadmissível.”

Anúncios