Registro ISBN

Até bem pouco tempo atrás a Fundação Biblioteca Nacional era responsável por realizar os registros literários, mas encerrou seu cronograma de emissão de ISBN’s em 07/02/2020, tendo sido ainda a agência responsável até o dia 28/02/2020.

A partir do dia 01/03/2020, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) passou a ser a Agência Brasileira do ISBN, garantindo a continuidade dos serviços, com a promessa de contar com um sistema de emissão mais moderno e que irá operar com prazos reduzidos.

Devido as inovações trazidas houve alterações na numeração das obras literárias registradas no Brasil.

A principal mudança é que o número 85, que foi utilizado no Brasil desde o início da adoção da numeração internacional padronizada como elemento registrante com o intuito de identificar o país, foi substituído pelo número 65.

Os novos dígitos passam a ser obrigatórios para todos os usuários. Mas tal mudança começou a ocorrer em 2018.

Estas alterações na numeração não afetam os ISBN’s já emitidos durante o período em que atuou a agência anterior, permanecendo válidos todos os ISBN’s anteriormente emitidos.

Os prefixos editoriais, que são os elementos registrantes das pessoas jurídicas, terão um novo elemento registrante (prefixo), que será atribuído a cada pessoa jurídica, para que assim possa ser identificada a editora ou selos editoriais em todas as suas solicitações de ISBN realizadas.

O registro do ISBN pode ser feito através de uma ferramenta online própria para isto, onde há a possibilidade de emissão de códigos de barras unitários.

Podem fazer um registro do ISBN tanto pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas, devendo fazer um cadastro no sistema da Câmara Brasileira do Livro e realizar a emissão da sequência numérica do ISBN e do código de barras.

As informações para o registro podem ser obtidas no site oficial da Câmara Brasileira do Livro, assim como o registro da obra e do autor. Para saber mais clique aqui que te redirecionaremos para o site.

De acordo com o que é imposto pela Lei Federal nº 10.753/2003, em seu Art. 6º, Parágrafo único, o número do registro de ISBN da obra literária deverá estar disposto na quarta capa do livro impresso.

 

 

Autor: machadoprik

Dizem que o nosso destino não está dentro de nós, que não escolhemos nossa sina. Mas a verdade é que nós temos que ser valente o bastante para escolhê-lo.

Deixe uma resposta