Tipos de capa para encadernação

A arte gráfica da capa de um livro, caderno ou apostila pode sofrer alterações de acordo com a técnica a ser utilizada na sua impressão, por isso antes de fazer a arte da sua capa é essencial definir qual o tipo de capa será utilizada.

Então, sabendo disto, a escolha de todos os acabamentos gráficos – que também é uma parte importante para o desenvolvimento e a confecção da sua capa – deve ser feita antes da arte. Dentre tantos acabamentos existentes é necessário escolher o que melhor se adequa ao seu projeto.

Entre os tipos de capas, as mais comuns são a capa brochura, a capa dura e a capa flexível.

 

BROCHURA

Capa brochura, também conhecida como brochagem, na verdade é o nome que se dá ao tipo de encadernação do livro, que possui o seu miolo envolto por uma capa num papel de gramatura maior que a do seu miolo.

Para a capa do livro feita no estilo brochura geralmente são utilizados papéis com gramatura entre 250 g/m² e 350 g/m³.

 

FLEXÍVEL

Capa flexível – como o próprio nome já faz alusão – possui flexibilidade, o que facilita o manuseio do livro.

A capa flexível está entre a brochura e a capa dura, num meio termo, pois é geralmente confeccionada com materiais que poderiam ser utilizados para a brochura, mas com a estrutura de um livro feito em capa dura.

O valor agregado com a capa flexível é maior que um livro com capa brochura, mas o valor a ser custeado para uma capa flexível acaba sendo maior também.

 

DURA

Capa dura, também conhecida como Hardbook (Hbk), é a proteção feita por uma capa mais rígida, que propicia uma durabilidade maior ao livro.

A capa dura é mais onerosa, tendo em vista os custos maiores do processo de fabricação.

 

 

Autor: machadoprik

Dizem que o nosso destino não está dentro de nós, que não escolhemos nossa sina. Mas a verdade é que nós temos que ser valente o bastante para escolhê-lo.

Deixe uma resposta